Como anunciar no Google de maneira eficaz

Mais de 95% das buscas realizadas no Brasil são pelo Google, e as pessoas buscam informações, produtos e serviços.

Ilustração sobre como anunciar no Google de maneira eficaz
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Como anunciar no Google e realmente vender mais

Quem possui um negócio ao qual essencialmente tem como foco vendas na internet já deve estar cansado de ouvir falar e ler conteúdos diversos que precisa anunciar no Google. É, essa afirmativa está corretíssima, pois mais de 95% das buscas realizadas no Brasil são pelo Google, e as pessoas buscam informações, produtos e serviços.

Não tem jeito: o seu público alvo está na internet, está ali, usando o Google.

De acordo com Google Discovery, todos os anos as empresas brasileiras movimentam aproximadamente R$ 40 bilhões em vendas e contratações usando o sistema de anúncios do buscador.

Ok, já nem precisamos justificar mais por que a sua empresa precisa anunciar no Google. Mas anunciar no buscador é fácil, o grande desafio é transformar as visitas geradas pelos anúncios em vendas. Se não souber o que está fazendo, rapidamente o dinheiro investido é gasto com baixo retorno e pode até gerar prejuízos.

Como anunciar no Google de maneira segura e com boa taxa de conversão

A primeira regra é ter tempo. Isso mesmo. Diferente de um anúncio em jornal impresso, por exemplo, que após circular as mídias não precisa mais trabalhar ativamente naquele anúncio, com o Google é diferente.

Pelo sistema Google Ads (antigo Google AdWords), é possível criar campanhas com diversas configurações, objetivos, metas e possibilidades. Criam-se os anúncios com base em palavras-chave.

Os anúncios podem ser organizados por:

  • Campanhas
  • Grupos de anúncios (inserção de palavras-chave)
  • Anúncios

E por que precisa de tempo? Vamos aos pontos.

Pesquisa

Os usuários do Google utilizam palavras-chave para encontrar o que querem. E o responsável por gerenciar os anúncios da sua empresa precisa identificar as melhores palavras-chave utilizadas pelos usuários. A escolha correta das palavras é o primeiro passo para ter sucesso nas campanhas, pois vai atrair os usuários altamente qualificados e com potencial interesse pelo o que o site da sua empresa oferece.

E para encontrar as palavras ideais para investir no Google leva tempo. Com auxílio do planejador de palavras-chave do Google e com ferramentas especializadas, é necessário coletar os termos, analisar volume de busca, quais concorrentes diretos nos anúncios e até nas buscas orgânicas verificar qual página de destino o usuário deverá ser levado após clicar no anúncio (sites modernos e eficazes contribuem para otimização no Google Ads), entre outros fatores.

Para pagar menos pelo clique e vender mais, precisa de dedicação

Para classificar anúncios e determinar o custo por clique (CPC) necessário para o anúncio aparecer na primeira página de resultados, o mecanismo avalia:

  • Custo por Clique que deseja investir para a palavra-chave
  • Índice de qualidade, que é formado pela relevância do anúncio em relação a palavra-chave, a qualidade da página de destino e o CTR favorável (CTR é quantia de cliques por impressões no Google)

Se as palavras-chave não são adequadas, a página de destino e conteúdo do site são ruins, não monitora diariamente os ajustes de leilão de palavras-chave, logo, a consequência é pagar mais caro pelo clique e vender menos.

Acredite, tal cenário seria desesperador ver os créditos no Google serem consumidos e as vendas não acontecerem.

Além, é possível descobrir quais variações de palavras-chave geraram cliques e vendas. O monitoramento é preciso ser constante.

Imagine você que vende curso de guitarra e a palavra-chave “curso de guitarra grátis” aciona anúncio e gera clique. Mas você não oferta curso gratuito. É preciso negativar, e o profissional precisa estar sempre atento para saber o que acontece com as campanhas.

Entente por que não basta criar anúncios, mas sim ter monitoramento constante? É por isso que agências qualificadas são utilizadas, pois a maioria dos empreendedores e empresário não têm tempo para se dedicar como deve na gestão e otimização das campanhas no Google Ads.

Organização das campanhas

Uma dica valiosa é pensar na estrutura do seu site e em seguida os objetivos.

Por exemplo, sua empresa pretende anunciar no Google Shopping, rede de pesquisa e rede de parceiros Google, é prudente criar campanhas distintas. Promoções sazonais também é válido criar campanha distinta.

Em cada campanha é importante criar grupos de anúncios para cada tipo de produto ou serviço.

Por exemplo, você administra uma floricultura que trabalha com rosas, orquídeas e bromélias. Para cada tipo de flor (produto) ter dentro da campanha grupos de anúncios separados. Assim fica mais organizado os agrupamentos de palavras-chave, as descrições de anúncios, administração de lances, mensuração de resultados, entre outros fatores.

Desconfie de milagres

Se algum profissional de marketing te garantir que investir R$ 2 mil em mídia no Google Ads gerar retorno de R$ 25 mil ou mais, desconfie. Não é duvidar que é possível, dependendo do produto e ticket médio, pode até ser possível, mas nem o Google faz milagres.

Nossa agência trabalha com dados e projeções reais, sempre visando o crescimento mês a mês. Se está com dúvidas sobre como anunciar no Google e aumentar as vendas do seu negócio, pode contar com a gente, estamos aqui para te ajudar.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Deixe seu comentário aqui:

Lista VIP!

Gostou desse artigo? Quer receber mais? Cadastre-se e receba em seu e-mail os próximos conteúdos em primeira mão.

Quero entrar na lista vip

Nós também odiamos Spam!

Veja também!

Temos mais conteúdo que pode agregar ao seu conhecimento.